Blog         Instagram   Facebook    Twitter   Youtube
https://www.instagram.com/minhocariodepalavras/
 
Sandra Fayad Bsb
Proseando em Versos no Minhocário de Palavras
Meu Diário
29/11/2021 19h20
Protagonista - Visita rápida

Protagonista – Visita rápida



 



Vim lhe fazer uma visita, afirmou a protagonista.



Lippia Alba a recebeu, disfarçou-se de alegre e pensou sobre qual situação ou problema ou vantagem seria abordado na ocasião. Sim, porque as visitas da protagonista sempre são em seu próprio interesse, até mesmo nos aniversários e outras comemorações. Nesses casos, a divulgação de fotos e vídeos mostram uma união de paz e amor. Quem haveria de desconfiar de que essa é uma relação em que vigoram as três "C". A Competição, os Ciúmes e a Crítica nunca são declaradas, ficando presentes apenas nos gestos e palavras pronunciadas ou não. Se o andar da carruagem marcha na direção dos interesses de Lippia Alba, o assunto morre e a retirada é certa. Aquele gesto de erguer-se e suspirar, com claro significado de "basta, estou indo embora" é repetitivo. Portanto, há que escolher com muito cuidado o tom, as palavras, os gestos para que a visita se sinta mais à vontade no ambiente íntimo. 



Desta vez, o motivo da visita era resolver uma situação operacional doméstica, já que seu prestador de serviço ficou impedido de trabalhar (doença na família). Era importante frisar "o social". Não desejava prejudicar o trabalho do prestador de serviços de Lippia Alba, mas havia urgência na cessão dessa mão de obra.



- Sem problemas, respondeu Lippia Alba.



A conversa não mais rendeu. Era só isto mesmo. E lá se foi a protagonista ao encontro do seu coadjuvante, com quem está revisando suas vestes para retirarem-se de cena. Novo ato foi acrescentado ao espetáculo. Entraram no elenco dois irmãos de Lippia Alba. A primeira versão do texto já foi ensaiada e apresentada. A protagonista e o coadjuvante estão trabalhando bastante nos bastidores a favor da sua imagem. Enquanto isso, Lippia aguarda no palco o momento da encenação.



Bsb, 29/11/2021



 


Publicado por Sandra Fayad Bsb
em 29/11/2021 às 19h20
Copyright © 2021. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
 
15/11/2021 20h36
Lippia Alba e seus netos

São adultos, casados. Estão envolvidos com trabalho, formação profissional, casa, cães, viagens. Saudáveis, gentis, cuidadosos com as palavras e gestos assustados por causa da relação da protagonista e Lippia Alba. 

Falam de brigas, discussões, divergências de opinião e de interesses. Mas, no fundo, sabem que não é assim. Não há discussões. Divergências de interesses, sim. Lippia Alba quer viver bem a vida que lhe resta. Tem saúde. Os exames mostram que está firme, mas sente o peso da idade para certas aventuras. É medrosa. Tem medo de voar, de passeios de barco, de trilhas e mata. Ficou mais acomodada durante e depois da pandemia. Gosta do seu cantinho, do seu espaço, o único conforto que conseguiu na vida. Casa ampla, cômodos grandes, bem iluminados e bem arejados, jardim, horta, cães. Tudo de bom e tarefas para todos os dias, algumas muito agradáveis. Protagonista não se conforma com isso. Quer transformar tudo em $ e se aventurar. Depois vê como fica. Entra verão, sai inverno e Lippia Alba continua firme. Com fazer então? Há dinheiro para passar tempos no exterior, comprar presentes para o coadijuvante, fazer  festas para os amigos, mostrarem superioridade do casal. Arrogância só sobra. Só eles não percebem como são criticados por uma gama de gente, que sabe muito bem das suas fraquezas.  Mas Deus não dá asas a cobra. É preciso ter coerência entre o que se fala longe e o que parece ser perto. Há momentos que torna-se difícil para protagonista representar seu texto. Fica muito incomodada com a presença de Lippia Alba. Perde-se! Quem sabe se causar nela uma mágoa profunda, cortar-lhe o caule e passar nele o veneno do distanciamento dos netos? Conversinhas ao pé do ouvido aqui e ali. Pode ser que dê resultado. Lippia doente, frágil vai morrendo aos poucos.

 

 

É uma possibilidade. Há outras.  

 

 

Publicado por Sandra Fayad Bsb
em 15/11/2021 às 20h36
Copyright © 2021. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
 
15/11/2021 20h27
Reflexões de Lippia Alba

Reflexões de Lippia Alba



Há muitas atitudes que você pode adotar para produzir um incapaz. Você pode supervalorizar falhas de memória, pode imputar-responsabilidades que não são cabíveis, pode transmutar atitudes normais/palavras corriqueiras em atitudes senis/infantis, pode informar e repetir várias vezes aos mais próximos que as atitudes já não obedecem à normalidade. Há muito mais que você pode fazer para sutilmente candidatar-se a assumir oficialmente a curadoria de alguém. Orai e vigiai. ( LIPPIA ALBA). Oremos!


Publicado por Sandra Fayad Bsb
em 15/11/2021 às 20h27
Copyright © 2021. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
 
28/10/2021 23h28
A protagonista e Lippia Alba

A protagonista aprendeu a representar muito cedo. Ainda nas fraldas, fazia caras e bocas para conseguir realizar seus desejos. Ainda criança e depois adolescente representava, ora o papel de doçura e submissão, ora o de agressividade, assim como fazem os cães mais inteligentes. Foi impondo o seu ritmo aos que a  tratavam  como uma princesa. A docilidade social soprava a seu favor. Lippia Alba geralmente passava por "exagerada e muito rigorosa" diante da família e até dos amiguinhos da jovem protagonista. Mas LIppia Alba não possuía muito tempo para refletir e tomar atitudes corretivas de rumo. Necessitava correr para construir um futuro melhor  para ambas. Nao possuía outros meios ou recursos que não fossem de seu próprio trabalho.  Ia levando...Proporcionou à protagonista os melhores colégios, o melhor conforto, as melhores diversões. Mesmo assim, foi guardando um dinheirinho para fazer um upgrade aqui e ali. A protagonista, despreocupada em conquistar espaço profissional, foi aperfeiçoando a arte de representar. Dentre seus papéis preferidos estavam o de vítima, o de santa e o mais ameaçador de todos: "se eu não tiver o que quero,me mato". Esses papéis foram sendo mais e mais aperfeiçoados e praticados. A luta foi árdua para Lippia Alba. 

 

 

No próximo capítulo, a Protagonista adulta 1 

 

 

Publicado por Sandra Fayad Bsb
em 28/10/2021 às 23h28
Copyright © 2021. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
 
25/10/2021 22h50
Mais um dia na vida de Lippia Alba

Lippia Alba está assustada. A personagem principal da peça comunicou decisões enlouquecidas. Não sabe que metade do dinheiro emprestado a ela era da própria Lippia Alba. Não sabe o que fazer para se equilibrar no salto alto que acaba de receber. Retomou a trajetória anterior. Ficou arrogante, meteu os pés pelas mãos diante da perspectiva de ganhos extraordinários. Anunciou decisões que provalvemente não conseguirá executar. Está falando consigo mesma que vai mudar, se mudar, fazer e acontecer. Totalmente descompensada, descompassada, desorganizada internamente. Vai de oito a oitenta em segundos. Muda o tom e a frequência da voz. Diante do personagem coadiuvante, é uma atriz de posição arrogante, agressiva, sem paciência, repelente. Distante volta a adolescência, age com extrema insegurança e fragilidade. Fecha-se em copas, às vezes. Não consegue dialogar. Acusa! Se sua posição instável é percebida, discursa e retira-se para não ouvir réplicas.Lippia Alba sabe que são ropantes, mas mesmo assim não consegue ficar imune. Os vários personagens saídos de dentro da atriz estão ficando cada dia mais assustadores. Crescem! Todos os dias oscilam. Os textos e áudios não deixam dúvidas. A estabilidade está em risco. O perigo é iminente. Que surja um bom psiquiatra na cena do imbrólio. Que seja desmanchado esse cenário do absurdo, antes que o absurdo cegue, ensurdeça e ...

 

 

o palco desabe. 

 

 

Publicado por Sandra Fayad Bsb
em 25/10/2021 às 22h50
Copyright © 2021. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Página 1 de 76
1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 »
Site do Escritor criado por Recanto das Letras