Blog         Instagram   Facebook    Twitter   Youtube
 
Sandra Fayad Bsb
Proseando em Versos no Minhocário de Palavras
Meu Diário
10/08/2020 16h28
ABRALI - 3 Sobre Auto de Outono

De: Sandra Fayad [sandrafayad@brturbo.com.br]
Enviado em: quarta-feira, 20 de dezembro de 2006 21:13
Para: ABRALI (Editora) (editora@abrali.com); Projeto Cultural ABRALI (abrali@abrali.com)
Assunto: Carta - Agradecimento - CELSO BRASIL

Prioridade: Alta

QUERIDO CELSO,

 

 

Em um artigo anterior, eu lembrava que os critérios para marcação do tempo e a definição da data de 25 de dezembro como comemorativa do Natal, ainda hoje geram questionamentos e provocam especulações.

A história mostra que o calendário cristão existe desde o ano 532 da nossa era (ou ano 248 da era Diocletiana). Dionysius Exiguus, um calculista a serviço do Papa para a determinação da Páscoa, sugeriu que a contagem dos anos tivesse início no ano do nascimento de Cristo. Não se sabe dos cálculos, provas, etc. que Dionysius usou para fixar o nascimento de Cristo em 532 anos antes daquele, no dia que passou a ser 25 de dezembro do ano um (erroneamente, segundo o professor Las Casas).O início da era Cristã ficou sendo, desta maneira, 359 dias antes daquele que Dionysius presumiu ser o dia do nascimento de Cristo.

Consta da Enciclopedia de la Religión Católica, declaração que “O motivo de a Igreja Católica escolher essa data para a festividade parece ser a tendência de substituir festividades pagãs por festividades cristãs...”. Sabemos que em Roma, naquela época, os pagãos consagravam 25 de dezembro como o dia da celebração de natalis invicti, ou seja, o nascimento do ‘sol invencível’.”
A Enciclopedia Hispánica também observa: “A data de 25 de dezembro para a celebração do Natal não resultou de cálculos precisos do nascimento de Jesus, mas de dar caráter cristão às festividades do solstício do inverno, que eram celebradas em Roma.” De fato, como os romanos celebravam o nascer do sol no céu do inverno, com festança e troca de presentes, as autoridades da igreja relutavam em acabar com algo tão popular. Assim, resolveram dar um caráter cristão à celebração por chamá-la de nascimento de Jesus, em vez de nascimento do sol.

Apresentei esse pequeno resumo para dizer-lhe que hoje, ao ouvir a minha poesia “De Olho na Estrela Guia” lida por você, com fundo musical e publicada na minha página do Portal, tomei uma decisão, que em nada muda a história real ou imaginária da humanidade. Mas muda a minha história.

Resolvi que, em 2006, o meu Natal já aconteceu, seja pelo nascimento do Sol, seja pelo nascimento de Cristo. O fato é que estou em festa e que já ganhei o melhor presente. Melhor ainda porque veio na forma de uma surpresa espetacular.

No primeiro momento, fiquei incrédula e pus-me a ouvi-la repetidamente, como faz alguém que se belisca; depois fiquei encantada porque, com tanto trabalho especialmente nesta época do ano, ainda assim você destacou um período de tempo especialmente para ler e gravar a minha poesia. É uma grande honra. Finalmente, saí mostrando aos meus contatos o sucesso alcançado, o meu presentão de Natal.

Nestas alturas, não há mais nada a dizer, senão MUITO OBRIGADA, CELSO. Você é mais que um editor dedicado, poderoso e bem sucedido. Você um amigo querido e inesquecível.

BOAS FESTAS!

Sandra Fayad

 

De: ABRALI [abrali@abrali.com]
Enviado em: quinta-feira, 21 de dezembro de 2006 00:46
Para: Sandra Fayad
Assunto: Enviando email: de_olho_na_estrela_guia_sandra_fayad_celso_brasil.mp3

Prioridade: Alta

Querida Sandra,

 

Você me fez ficar emocionado com sua mensagem.

Não conte a ninguém, que fique entre nós, mas, sou um chorão de primeira e, nesta época do ano, fico mais sensível ainda.

Segue, anexo, o arquivo em MP3 para que você faça a divulgação que quiser. Mesmo publicação em outros sites que permitam hospedar MP3.

Que seu Natal seja de muita PAZ e LUZ e que seu 2007 seja um ano de consolidação do seu merecido SUCESSO.

Conte sempre comigo.

Um grande beijo em seu coração.

 

Do amigo,

 

Celso Brasil

de_olho_na_estrela_guia_sandra_fayad_celso_brasil.mp3

Publicado por Sandra Fayad Bsb
em 10/08/2020 às 16h28
Copyright © 2020. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Site do Escritor criado por Recanto das Letras