Blog                                                                                                                                                                                                           Facebook        Twitter         Youtube                                                                                                             
Sandra Fayad Bsb
Proseando em Versos
CapaCapa
TextosTextos
ÁudiosÁudios
FotosFotos
PerfilPerfil
PrêmiosPrêmios
Livro de VisitasLivro de Visitas
ContatoContato
LinksLinks
Textos


Episódio 30 - Minha vida em Brasília:
Durante meses a situação ficou tensa. Emagreci muito e senti medo de um desfecho trágico. Mas após alguns dias na casa dos meus pais, resolvi retornar à casa alugada em que morávamos e continuei ministrando aulas na mesma Escola, evitando que o problema afetasse meu desempenho profissional. 
Eu havia prestado concurso público para o cargo de Auxiliar de Controle Externo do Tribunal de Contas da União, mas já nem me lembrava disso. Certo dia recebi uma carta, através dos correios, dando conta de que eu havia a sido aprovada e que eu deveria comparecer, em uma determinada data e horário, à Sede do Órgão, no anexo do Palácio da Justiça, munida da documentação pertinente. 
Quando cheguei lá, encaminharam-me para uma sala em que havia cerca de cinquenta pessoas aguardando... 
Então um palestrante explicou qual era a razão porque aquele grupo de pessoas havia sido convocado. Nessa época -1972/73 - o TCU possuía um Quadro Funcional muito pequeno. Os primeiros classificados no concurso já haviam tomado posse. A área administrativa estava realizando estudos para ampliação do número de cargos de Auxilair e Técnico de Controle Externo. Mas essa ampliação poderia demorar até um ano e eles estavam necessitando muito de servidores para executar as tarefas próprias do cargo para o qual nós havíamos sido aprovados. Então eles nos propuseram que avaliássemos a proposta de contratação pelo regime celetista, até que eles pudessem nos nomear como servidores estatutários. iríamos receber todos os benefícios, inclusive a garantia de nomeação pela ordem de classificação no Concurso. Mas se não concordássemos, poderíamos aguardar a nossa vez e ser nomeados pela mesma ordem de classificação. Voltei para casa animada e ao mesmo tempo com o coração partido. E meus aluninhos? O que seria deles? O que seria de mim sem eles?
Sandra Fayad Bsb
Enviado por Sandra Fayad Bsb em 24/05/2019
Copyright © 2019. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.


Comentários

Site do Escritor criado por Recanto das Letras