Sandra Fayad Bsb
Proseando em versos
CapaCapa Meu DiárioMeu Diário TextosTextos ÁudiosÁudios E-booksE-books FotosFotos PerfilPerfil Livros à VendaLivros à Venda PrêmiosPrêmios Livro de VisitasLivro de Visitas ContatoContato LinksLinks
Textos

Meu poema não é para Brumadinho
...........................................................
(Por SandraFayad)
 
Meu poema é para mim que, diante da TV,
vejo a tragédia daquela cidade
como se fosse um filme da Netflix.
Nada a ver com a minha realidade!
Família e amigos com todos os anéis,
tranquilos, em paz.
E em todos os canais aquela publicidade
repetida sem cessar, entrevistas cruéis,
lágrimas e depoimentos emocionantes
arrancados sem dó nem piedade.
Nessa hora, desligo a TV e me pergunto:
Que espécie de amor tenho distribuído?
Quantas vezes semeei dor e amargura?
Quantas vezes fui rude e intolerante?
Há quanto tempo não falo com os meus,
ou saio por aí distribuindo ternura?
E me respondo:
Na minha fragilidade sou pedra lascada,
grosseira, despreparada, inútil,
quando deveria ser como o velho carvalho
que -  para os pássaros -  nas tempestades
faz de seus braços um aconchegante agasalho.
Bsb, 30/01/2019
Visite meu site: http://www.sandrafayad.prosaeverso.net/
Sandra Fayad Bsb
Enviado por Sandra Fayad Bsb em 30/01/2019
Alterado em 31/01/2019
Copyright © 2019. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.


Comentários